Skip directly to content

Apesar de dois Gols anulados, Operário vence Urso em Mundo Novo e está próximo das semifinais

03/04/2017

 

Na abertura da segunda fase do estadual, a equipe Alvinegra da Capital viajou de Campo Grande até Mundo Novo 479 km para fazer a bola rolar. Precisando jogar os dois resultados iguais, o Galo conseguiu na toca do Urso ampliar sua  vantagem, com a vitória Operariana de 3 x 0 do primeiro duelo entre as equipes pelas quartas de final possibilita o clube sonhar com a próxima fase do estadual.

 

Depois de algumas dificuldades encontradas no primeiro tempo por conta de uma forte marcação da equipe do Urso, o Operário jogou o segundo tempo com mais intensidade e o que se viu foi um segundo tempo arrasador. Parece que o intervalo o treinador Celso Rodrigues conseguiu fazer o elenco entender como o adversário jogava e como sair da marcação e buscar os Gols que ampliaram o favoritismo alvinegro, que não teve dificuldades para vencer o time de Mundo Novo neste domingo (2) dentro de seus domínios.

 

 

Mesmo sem gols na primeira etapa, o Galo foi quem apresentou um futebol mais ofensivo, criando as melhores oportunidades de marcar. Com cinco minutos, a equipe da capital já havia chegado perto de abrir o marcador em duas vezes, com Rodrigo Grahl, que perdeu excelente chance de cabeça, e Luís Jorge, que também não conseguiu converter.

 

 

 

 

Se reestabelecendo aos poucos na partida, o Urso até conseguiu suportar a pressãono restante da etapa inicial, no entanto pouco conseguiu ameaçar e ainda contou com a sorte nas duas últimas oportunidades do Galo, com Agnaldo, aos 38 minutos, que mandou pra fora após bela jogada individual, e Válber, que recebeu de Wilson em posição normal marcou o Gol pois estava atrás da linha da bola, porém o assistente Sérgio Alexandre da Silva errou e marcou impedimento na jogada.

 

 

Os Gols que o Operário não fez nos primeiros 45 minutos para concluir, el conseguiu na etapa final. Com 13 minutos, o Galo conseguiu enfim vencer o goleiro Roger Paranhos do Urso, em linda jogada e com uma bela finalização de Igor Villela, o Operário abriu o placar com um lindo chute de fora da área, que acertou o ângulo, um Golaço que fez a torcida Operariana presente e a comissão técnica vibrar muito. Dez minutos depois, Rodrigo Grahl brigou pela bola com a zaga adversário e a bola sobrou para o lateral Da Silva deixar o seu, também em bela conclusão, em que deu um leve toque por cima do arqueiro do Urso.

 

 

Sentindo o bom momento, o Operário seguiu pressionando os donos da casa e logo após marcar o segundo gol teve outras duas chances de aumentar a vantagem, novamente com Da Silva, que parou no goleiro, e Rodrigo Grahl, que até converteu, mas o gol também foi anulado por outro impedimento desta vez que a assistente Élita Maria da Silva que claramente não existiu conforme mostra a foto abaixo aponta, pois tanto Grahl quanto o atacante Wilson estão bem atrás da linha da bola no momento do passe.

 

 

 

 

De tanto tentar, porém, o Galo finalmente definiu o resultado aos 28 minutos, com Rodrigo Grahl, em cobrança de falta ensaiada que ainda desviou na barreira e balançou a rede do Urso e decretou números finais ao placar do jogo. Nos 20 minutos finais, o Urso pouco ameaçou o goleiro França e viu a derrota praticamente selar a despedida da competição em casa.

 

 

Para o Operário, além da vaga estar muito perto de ser assegurada, o clube garantiu também a vantagem de decidir em casa e jogar por resultados iguais nas semifinais, seja contra União/ABC ou Corumbaense já que atingiu pontuação geral suficiente para não ser alcançado por nenhum dos clubes, que empataram em 1 a 1 o primeiro jogo.

 

 

A partida decisiva entre Operário e Urso está programada para acontecer no próximo sábado (8), às 18h, no estádio Morenão, em Campo Grande.

 

 

 

PATROCINADORES

Parceiro