Skip directly to content

Presidente Petrallás participa da reunião na Federação e defende mudança no Estadual 2018

Por: 
Anderson Ramos - Divulgação Operário FC
07/10/2017

 

A Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) reuniu nesta quinta-feira (5) os presidentes de clubes já classificados para a competição em 2018. A reunião foi comandada pelo presidente da FFMS, Francisco Cezário, e o vice e também coordenador de competições, Marcos Tavares. Dos dez times com vaga certa, enviaram representantes o campeão Corumbaense e o vice, Novo e ainda Operário, Comercial, União/ABC, Águia Negra, Urso de Mundo Novo e Costa Rica. Naviraiense e Sete de Dourados não participaram. As outras duas vagas saem da Série B com Operário AC, Cena e Misto na disputa.

 

Além da possível manutenção do atual regulamento, utilizado há alguns anos, os clubes devem estudar outras duas opções propostas, com primeira fase semelhantes. Os 12 clubes seriam divididos em três grupos e jogam em turno e returno, classificando para a segunda fase os dois melhores de cada chave, além de outros dois pelo índice técnico. Os lanternas de cada grupo jogam um triangular da morte para apontar os dois rebaixados. Na divisão das chaves a única certeza é que Corumbaense, Costa Rica e Urso ficariam em grupos diferentes.

 

A diferença começa nesta segunda fase. Na proposta mais discutida, os oito classificados são divididos em dois grupos de quatro e voltam a jogar em turno e returno. Os dois melhores de cada chave se classificam para a semifinal em dois confrontos de ida e volta e os vencedores fazem a final. Neste caso, o campeonato seria disputado em 16 rodadas.

 

 

Presidente Operariano Estevão Petrallás
 

 

Proposta do Operário Estadual

Na variante defendida pelo Operário, a segunda fase seria disputada com os oito classificados em quatro confrontos ida e volta e os quatro times que avançassem formariam grupo único para jogar em turno e returno. Os dois melhores fariam a decisão. Neste caso, seriam necessárias também 16 rodadas.

 

 “Vamos trabalhar para defender essa proposta, mas o importante é que os clubes entendem essa necessidade de se mudar o Campeonato. Acredito que pouco antes do Arbitral podemos voltar a conversar e no dia 15 de novembro ter uma decisão positiva”, afirma a reportagem do Capital News Estevão Petrallás, presidente do Galo.

 

Copa Verde

Temos ainda que cuidar com carinho da nossa participação na Copa Verde, essa competição é muito importante para o clube, já que o Campeão assegura vaga direta nas 8ª de finais da Copa do Brasil no ano seguinte, queremos buscar os títulos possíveis nas duas competições que iremos disputar na próxima temporada, finaliza o mandatário alvinegro.

 

Operário está garantido na Copa Verde em 2017

 

Objetivo do encontro na Federação de Futebol foi começar a discutir as possibilidades de regulamentos e chegar no arbitral, no dia 15 de novembro, com um modelo pré-definido e que se encaixe no período de 85 dias disponíveis de acordo com o Calendário da CBF.

 

 

* Colaborou Rogério Vidmantas - Capital News

* Fotos - Reprodução Tv Morena e Arquivo Capital News (Copa Verde)

 

PATROCINADORES

Parceiro